Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

A COMPLEXIDADE DOS AEROPORTOS VISTA DE CIMA

Mäyjo, 23.07.15

A aterragem num aeroporto é o primeiro vislumbre de muitas pessoas das tão aguardadas férias ou do destino da viajem de negócios. Depois de se ter inspirado nas imagens dos aeroportos durante as aterragens, Lauren O’Neill, directora de arte, decidiu compilar as imagens de satélite de vários aeroportos espalhados pelo mundo.

Para tal, Lauren O’Neill recorreu ao Google Maps, onde extraiu as imagens. Posteriormente, criou o blog Holding Pattern, no qual podem ser vistos vários aeroportos mundiais através de perspectivas únicas.

“Sou fascinada por aeroportos desde que me lembro de existir – existe algo de especial acerca das aterragens e descolagens. A organização e operações é que são muito intrigantes para mim”, escreve a directora de arte no seu blog, cita o Daily Mail.

Veja a complexidade de alguns dos aeroportos mais movimentados do mundo aqui.

O CLUBE DE FUTEBOL MAIS ECOLÓGICO DO MUNDO

Mäyjo, 23.07.15

forest green_SAPO

Nenhum dos 20 clubes que joga esta época na Premier League inglesa, a liga de futebol mais conhecida do mundo, equipa de verde, ainda que isso não queira dizer que não tenha consciência ambiental.

Mas há um clube inglês que, longe das luzes da ribalta, acumula a cor do seu equipamento com a vontade – e certeza – de contribuir para um mundo mais verde. E, para completar a trilogia, até o nome, Forest Green, contribui para a sua identificação.

O clube joga na Conference Premier, equivalente ao quinto escalão do futebol inglês, e destaca-se por medidas nunca antes vista no mundo do futebol: os produtos químicos estão proibidos, os painéis solares são uma realidade, a tinta utilizada nas pinturas é orgânica e todos os tapetes são feitos de produtos reciclados. No bar só é vendida comida vegetariana e os carros dos funcionários são movidos a eletricidade.

Segundo o Maisfutebol, um enorme depósito “acumula a água da chuva num dos topos do estádio e “um sistema de rega inovador permite a renovação do dispositivo”, pelo que nem uma gota é desperdiçada. O clube desaconselha também o uso de fato e gravata e defende o estilo casual: tshirt, jeans e sapatilhas.

“Somos o clube mais verde do planeta-futebol. Queríamos trazer a nossa mensagem ecológica para uma audiência mais alargada e nada melhor do que utilizar o desporto que amamos para isso”, explicou ao Maisfutebol Dale Vince, proprietário do Forest Green.

Vince, com 53 anos, “aproveitou bem a vida até tomar uma decisão importante: tornar a Inglaterra um país com consciência ecológica”. Em 2010 entrou no mundo do futebol, através da presidência do Forest Green FC.

“Vim a um jogo de pré-época e adorei o estádio e as pessoas. O clube emprega muitas pessoas da comunidade e decidi associar-me através da minha empresa e das minhas convicções”, contou ao Maisfutebol.

Energia, transporte e comida: eis o Forest Green!

No Forest Green, tudo é feito às claras, até a divulgação da lista de dispensas e renovação de contratos. Uma notícia no site do clube mostra quem fica na próxima época, quem não entra nos planos e quem está em negociações. Dale Vince adora futebol, mas a conversa acaba sempre por ir ter às políticas ecológicas do Forest Green FC. E os detalhes técnicos passam a dominar o diálogo.

“Para mim, é determinante que o clube possa ser auto sustentável na gestão da energia, transportes e comida. Daí a aposta na energia solar, nos automóveis eléctricos e na comida vegan. Quem prova o nosso hambúrguer vegetariano nem se apercebe que não tem carne”, revelou.

Por agora, a política de gestão ecológica sobrepõe-se aos resultados no relvado, mas Dale Vince ambiciona mais. “Ecologia e vitórias são perfeitamente compatíveis”, conclui.

Foto: DarloRich2009 / Creative Commons